5% OFF no PIX | Envio grátis SP a partir de R$ 300,00

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar as Compras

Plantas Que Fazem Mal Para o Gato: Conheça as Espécies Tóxicas

Plantas Que Fazem Mal Para o Gato: Conheça as Espécies Tóxicas

Tem muito gato que adora comer uma plantinha e… redecorar o jardim do seu jeitinho.

Dizem que elas ajudam a estimular o trato digestivo “limpando” o que não for digerido, como os pelos depois de um bom banho de língua. 

Saiu até um estudo da Universidade da Califórnia dizendo que, na natureza selvagem, a grama funcionava como um vermífugo, expulsando os parasitas por estimular a contração dos músculos do intestino.

Já ouviu uma história de que gato só come planta quando não está se sentindo bem? Então… esse estudo mostrou que, na realidade, esse comportamento é só o instinto do bichinho em ação.

Mesmo sendo carnívoro, é normal para o gato mastigar um pouquinho de grama, folhas e flores. Quem leva o gatinho para passear, pode ver! Ele adora ir mordiscando as gramíneas pelo caminho. E está tudo bem! Ou quase…

Nós, gateiros conscientes, sabemos que não se pode baixar a guarda com esses bichinhos, o que inclui rever as plantas de casa.

Lembre-se: a curiosidade pode mesmo matar o gato! Muitas dessas plantas que enfeitam nossas casas são extremamente tóxicas para esses animaizinhos. 

Elaboramos em conjunto com a zoologista Danieli Cypriano, do Gatil MiAdore, uma lista de quais plantinhas você PRECISA tomar cuidado. 

Seja você alguém que está pensando em cuidar de um gatinho ou um gateiro de carteirinha, é preciso se livrar dessas plantas tóxicas.

Plantas Que Você Não Deve Ter em uma Casa com Gatos

Lírio

O lírio (Lilium sp.) está no topo da lista por um motivo: é uma das plantas mais tóxicas para gatos, e decora várias de casas brasileiras (é uma flor linda mesmo). 

Mesmo com sua beleza e aroma atraentes, quando consumido, o lírio ataca o fígado e rins do gato, podendo levar a falência renal aguda. Em alguns casos, afeta o sistema nervoso e causa letargia e convulsões no felino.

Copo-de-leite

O copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica) já é uma planta tóxica para nós humanos, e a gente precisa evitar a ingestão e o contato dela com as mucosas: olhos, nariz e orelha. Nos gatinhos, ela acarreta em vômitos, salivação intensa, edemas no rosto e até paralisia na língua.

Tulipa

É preciso manter os gatos longe tanto da tulipinha cheia de cerveja no bar (porque eles não podem consumir álcool) quanto da flor-símbolo da Holanda. A tulipa (Tulipa sp.) é uma planta da mesma família que o lírio e deixa o animal com diarreia, salivação excessiva e depressão. O seu bulbo é onde a maior parte das toxinas está concentrada.

Bico-de-papagaio

Também conhecida como poinsétia (Euphorbia pulcherrima), é um clássico das decorações natalinas pelas suas folhas vermelhas, por isso também é chamada de flor do natal. 

Mas por mais que fique linda na mesa durante a ceia, ela produz uma seiva branca, também chamada de látex, que intoxica instantaneamente caso entre em contato com os olhos ou com a boca. Tanto para as pessoas quanto para os gatos, a planta tóxica pode causar diarreia, inchaço da glote, dor abdominal e vômitos.

Azaleia

Outra flor linda, a azaleia (Rhododendron sp.) tem capacidade de afetar os sistemas nervoso e respiratório do gato. Quando ingerida, principalmente as folhas, a planta leva a fraqueza, depressão, arritmia, falhas na coordenação motora e até mesmo a morte do bichinho.

Antúrio

O antúrio (Anthurium andraeanum) é uma planta firme que chama atenção pela sua cor vermelha vibrante, às vezes parece até feita de plástico. Da mesma família que o copo-de-leite, a Aracea (vocês vão ver esse nome bastante nessa lista), quando ingerida, ocasiona edemas, vômito, salivação excessiva e paralisia na língua.

Costela-de-adão

Ainda na mesma família, a costela-de-adão (Monstera deliciosa) causa os mesmos sintomas que os seus outros membros como o antúrio e o copo-de-leite. As plantas dessa família têm como característica a produção de oxalato de cálcio, e é ele o agente de intoxicação.

Coroa-de-cristo

Falar da coroa-de-cristo (Euphorbia milii) é um caso espinhudo tal qual a planta. Além dos espinhos, ela é parente próxima do bico-de-papagaio e produz a mesma seiva tóxica que causa queimaduras na pele. Se ingerida, gera irritação na mucosa oral, salivação, vômitos, diarreia e dor abdominal.

Comigo-ninguém-pode

Como o próprio nome sugere, ninguém pode com a comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia seguine). Ela é conhecida por ser uma planta de interiores que aguenta baixa luminosidade e por espantar o mau-olhado. Contudo, esse outro membro da família Aracea, quando consumido, incha a glote e asfixia tanto animais quanto crianças.

Espada-de-são-jorge

A espada-de-são-jorge (Dracaena trifasciata) serve também como uma proteção energética na casa, por isso muita gente tem um vaso dessa planta perto da porta de casa.

Mas não é só dragão que essa espada mata. Quando consumida, o gato pode ter salivação intensa e inchaços na garganta, gerando uma obstrução na hora de respirar.

Imbé

Também conhecido como filodendro (Philodendron sp.) é mais um representante da família Aracea. Assim como as outras plantas tóxicas que são suas parentes, o imbé é muito usado em ambientes internos, com menos incisão solar. Quando ingerido, causa irritação e dificuldade respiratória.

Folha-da-fortuna

A folha-da-fortuna (Kalanchoe sp.) é uma espécie fitoterápica para os humanos. Ela se reproduz muito facilmente e tem benefícios contra gastrite e furúnculos… mas não é por fazer bem para a gente que vai ajudar os gatinhos também. A planta, principalmente as flores, afeta o coração felino e traz falhas na coordenação motora, tremores e até morte súbita.

Dedaleira

A dedaleira (Digitalis purpurea) é uma planta com flores em formato de… dedal. Ela é tóxica tanto para gatos quanto para humanos. Todas as partes dela, especialmente as folhas secas, concentram compostos que atingem o coração, podendo ser fatal e causar parada cardíaca quando consumida.

Hera

Venenosa êêêêê. A hera (Hedera helix) é uma planta trepadeira clássica para cercas vivas, uma queridinha dos paisagistas. Mas ela não é só vilã de homens-morcegos milionários. Nos gatinhos, ela aumenta o ritmo cardíaco, levando a espasmos, taquicardia e até a morte.

Mamona

Essa mamona (Ricinus communis) é assassina mesmo. Se um gato come qualquer parte da planta tóxica, principalmente as sementes, ele vai poder sentir dores abdominais, desidratação, espasmos musculares e irritação gastrointestinal.

Os sintomas de intoxicação da mamona demoram 3 dias para aparecer, um tempo perigoso, pois o tutor não relaciona os sintomas do bichinho diretamente com a ingestão da planta.

Tabaco

Ninguém deixa o gato fumar, mas a planta do tabaco (Nicotiana tabacum) também não deve ser ingerida pelo bichinho. Se ele comer, a nicotina vai agir de modo mais intenso, gerando picos de excitabilidade e depressão, vômitos e, em casos mais graves, paralisia e morte.

Hortênsia

Comum no sul do Brasil, principalmente em gramado e na serra gaúcha, a hortênsia (Hydrangea macrophylla) é uma das únicas plantas naturalmente azuis e dizem que ela traz serenidade.

Mas também é outra planta que já causou óbitos em animais e em crianças. Elas possuem um veneno que causa cianose, roubando a oxigenação do sangue de quem mastigar qualquer parte dela. Em casos mais leves, pode acarretar em convulsões, letargia, vômitos e coma.

Maconha

Uma erva natural pode SIM prejudicar o seu gatinho. Polêmicas à parte envolvendo seu uso por pessoas, os efeitos do THC, substância que dá a onda da maconha (Cannabis sativa), se intensificam nos animais, o que faz com que eles desenvolvam transtornos neurológicos, perda de coordenação e depressão. E esses efeitos acontecem tanto inalando a fumaça quanto mastigando da própria folha.

Então…

Por mais que seja natural, se seu gatinho estiver comendo muito suas plantas, é importante visitar um veterinário. Ele pode estar sentindo falta de algo na alimentação ou então ser alguma questão psicológica ou de estresse.

E se ele entrar em contato com uma planta tóxica? Aí é questão de urgência. Ligue para o seu médico de confiança e deixe que ele te guie sobre o que é o melhor para ser feito. Não tente tratar seu gato sozinho, a vida dele está em risco e, quanto antes for tratado, melhor. 

Nesses casos, ajuda se o tutor souber qual foi a planta causadora da intoxicação.


As informações foram retiradas do Portal Medicina Felina e da American Society for the Prevention of Cruelty to Animals.

Woolie, design para gatos e seus humanos :)

Compartilhar com:

Post anterior
Próximo post

Comentários

Marli Alves

A minha gatinha comeu folha de abacate e ficou muito.mal
Graças à Deus corri e dei carvão vegetal.

Marli Alves 03/06/2024

Escrever comentário

Empty content. Please select category to preview

Posts

7 Hábitos para Deixar o Seu Gato Mais Saudável

7 hábitos para deixar seu gato saudável: hidratação, alimentação balanceada, atividade física, ambiente enriquecido, higiene, visitas ao veterinário, amor e...
Ler mais

Como Ensinar Seu Gato a Dar um High Five

Você sabia que, com um pouco de paciência e reforço positivo, é possível ensinar o seu gatinho a dar um...
Ler mais

Como acostumar seu gatinho à nova cama

Ensine seu gato a usar a cama com dicas práticas e eficazes.Sabemos que acostumar seu gato à nova cama pode...
Ler mais
0
Ver sacola
R$ 0,00

✔️ Produto adicionado com sucesso.